201505.30
0
0

Para uma ontologia do ser social

O primeiro volume de um dos centrais projetos editoriais da Boitempo, acalentado por mais de uma década, finalmente chega às livrarias brasileiras: Para uma ontologia do ser social de György Lukács, é a mais complexa sistematização filosófica do teórico húngaro. A edição da Boitempo conta com primorosa apresentação de José Paulo Netto e tradução direta…

201505.30
0
0

A teoria da revolução no jovem Marx

Publicado pela primeira vez em 1970, na França, e agora em nova edição no Brasil, este já clássico livro do sociólogo Michael Löwy, A teoria da revolução no jovem Marx (Boitempo, 2012) foi também traduzido do francês para o italiano, o espanhol, o japonês e o inglês. Escrito originalmente em Paris como tese de doutorado,…

201505.30
0
0

Regards sur le cinema libanais (1990-2010)

O cinema libanês do período pós-guerra conhece até hoje uma existência agitada: falta de estruturas de produção e exploração, censura, desinteresse por parte do Estado. No entanto, ele conseguiu sobreviver e forjar uma identidade. Através de uma leitura minuciosa dos temas abordados (guerra, status da cidade de Beirute, exílio, história do Líbano …), o livro…

201505.30
0
0

Visiones gratas del pasado: Hollywood y la construcción de la Segunda Guerra Mundial

Tres grandes conceptos construyen el libro Visiones gratas del pasado: Hollywood y la construcción de la Segunda Guerra Mundial (Imago Mundi, 2012), coordinado por Fabio Nigra: la historia, el cine y Hollywood, entendiendo a este último como un enorme aparato generador de expresiones que a veces son artísticas, otras meramente pasatistas y todas, definitivamente, comerciales….

201505.30
0
0

A imagem-câmera

O livro A imagem-câmera (Papirus, 2012), de Fernão Pessoa Ramos, pretende pensar o campo cinematográfico centrando-se na flexão que a mediação da máquina câmera impõe à sua imagem. A exposição é desenvolvida a partir de três conceitos básicos: o sujeito que sustenta a câmera na tomada, as potencialidades reflexas da fôrma câmera e a fruição…

201505.30
0
0

El mundo invisible de Hayao Miyazaki

El mundo invisible de Hayao Miyazaki (Dolmen, 2012) ofrece todas las claves para entender su modo de ver la animación, la industria y, en definitiva, su universo cinematográfico. Este extenso y completísimo análisis aborda su filmografía desde un punto de vista tan clarividente como imaginativo. En esta completa monografía, la prestigiosa especialista en manga, anime…

201505.30
0
0

Renascença baiana: o cinema entre o discurso e a prática modernizadora na Bahia

Renascença baiana: o cinema entre o discurso e a prática modernizadora na Bahia (EDUNEB, 2012), de Eduardo Borges, busca analisar o contexto histórico da Bahia entre os anos 1950 e 1960, período em que, em termos de política nacional, estava sendo colocado em curso um projeto econômico desenvolvimentista. Na Bahia, este projeto refletiu em diversos…

201505.30
0
0

As armas da crítica: antologia do pensamento de esquerda

Quase cem anos depois da primeira revolta proletária bem-sucedida no mundo, a Revolução Russa, quando a palavra “revolução” de certo modo se banaliza e alguns chegam a proclamar o fim da história, a Boitempo Editorial publica uma antologia que reúne alguns dos principais textos “clássicos” do pensamento marxista. As armas da crítica, organizado por Ivana…

201505.30
0
0

Netos, histórias com identidade

A TV pública argentina lançou uma série de filmes, intitulada Netos, histórias com identidade. Através de testemunhos dos protagonistas, a série conta a história de filhos de desaparecidos/assassinados durante a ditadura militar argentina (1976/1983), que recuperaram sua identidade e foram devolvidos a suas famílias biológicas. Estimula, também, os jovens que têm dúvidas sobre sua identidade…