201711.16
0
0

“Perspectivas sobre o espaço urbano: o imaginário, o concreto e seus saberes”, organizado por José Francisco Serafim e Sergio Ricardo Lima de Santana

O livro Perspectivas sobre o espaço urbano: o imaginário, o concreto e seus saberes, organizado por José Francisco Serafim e Sergio Ricardo Lima de Santana (EDUFBA, 2017) é uma coletânea multidisciplinar que aborda o espaço urbano através de variadas formas artísticas, tratando a cidade como muito mais que uma mera aglomeração de pessoas, ruas e…

201711.04
0
0

“El cine y otras miradas: contribuciones a la educación y a la cultura audiovisual”, livro de Víctor Manuel Amar Rodríguez

Cinematografia e Educação são os dois pólos em que se desloca o livro El cine y otras miradas: contribuciones a la educación y a la cultura audiovisual (Comunicación Social, 2009) de Víctor Manuel Amar Rodríguez. O livro sintetiza duas questões importantes: as diferentes contribuições da educação e da cinematografia aos estudos fílmicos e os avanços…

201709.18
0
0

Ciclo de Conferências com Pierre DARDOT e Christian LAVAL em Salvador, entre 13 e 19 de outubro

Após passarem por São Paulo (onde participarão da programação do seminário internacional 1917: o ano que abalou o mundo no Sesc Pinheiros) e pelo Rio de Janeiro, o filósofo Pierre DARDOT e o sociólogo Christian LAVAL estarão em Salvador entre 13 e 19 de outubro para um ciclo de conferências e o lançamento do livro…

201709.07
0
0

Comum. Ensaio sobre a revolução no século XXI, de Pierre Dardot e Christian Laval, resenhado por Eleutério F. S. Prado

Depois de A nova razão do mundo, a editora Boitempo vai publicar no Brasil um novo livro de uma dupla de pensadores radicais, Christian Laval e Pierre Dardot. Numa obra anterior, A nova razão do mundo, como já se sabe, tratam do neoliberalismo que, para eles, não consiste na reabilitação extemporânea do mercado como “ordem…

201708.28
0
0

A sombra de outubro. A Revolução Russa e o espectro dos soviets (Lux Editeur), de Christian Laval e Pierre Dardot

O mito bolchevique está exausto. Somente regimes sinistros e algumas seitas, agarrados a emblemas, rituais e fórmulas secas, continuam hoje tornando-os uma referência de identidade. Por que, então, ainda recuperar esse tema? A repressão desta história poderia nos cegar sobre a persistência de práticas herdadas diretamente do bolchevismo: o verticalismo aberto ou oculto em benefício…

201708.27
0
0

“Transformismo da esquerda” (Editora Prismas), novo livro de Eliziário Andrade

Já faz algumas décadas que as metamorfoses das esquerdas levam-nas, cada vez mais para a “linha de menor resistência”, conforme a proposição de István Mészáros, aceitando atuar no terreno onde o inimigo é mais forte. Ao invés de travar as batalhas centralmente no mundo concreto das lutas e conflagrações sociais, nas arenas extraparlamentares, elas se…