201701.25
0
0

Cinema e história, entrevista com Marc Ferro

Se, na produção de conhecimento, a escrita ainda domina, o desenvolvimento de novos modos de discurso, visual e sonoro, na pesquisa em ciência social, é inegável. Outros caminhos do conhecimento, retirados de outros escritos, são agora possíveis e acessíveis. As ciências sociais são predispostas a contrair empréstimos. Mas, isso não pode ser feito sem uma implementação, envolvendo uma reflexão sobre as ferramentas, suporte para um corpus constituído e familiarização com técnicas e modos de escrita particulares. Durante a década de 1960, o historiador Marc Ferro foi um dos primeiros a promover o cinema como objeto e fonte do trabalho do historiador, na nova historiografia nascia o “Cinema e História.” Nesta entrevista, Marc Ferro, Jean-Pierre Bertin-Maghit (Paris III), Sylvie Lindeperg (Paris I) e Pierre Sorlin (Paris VIII) enfatizam as faixas teóricas, sempre férteis, nascidas da corrente “Cinema e História” e questionam os métodos que foram implementados pelo confronto com a prática, a argumentação, a experimentação ou a recepção na TV.


Veja a entrevista na íntegra, realizada pela L´École des Hautes Études en Sciences Sociales.