201707.31
0
0

Marcas, poema de Ronaldo Campello

Arde sobre mim este sol que queima minhas faces Mas, não deixo que isso interfira… Sigo firme em meu caminho, mesmo que perdido! Este é o caminho no qual retorno de meus sonhos, Ele me permite fugir, e encontrar você. Há beleza na dor que me consome! A sombra/amargura sempre presente em meu peito… Que…

201706.12
0
0

Poema de Rodrigo Chagas

O homem que conta as horas Ali sentado, Me observando, Fitando… Não é Deus, Nem a morte, Mas dependo Dele… Cada minuto A menos trabalhado É pior p/mim. “As coisas sempre Foram assim meu Filho, acostume-se”… Vovó já dizia. & o fluxo do universo Continua jorrando… O homem que conta As horas fala que É…

201703.21
0
0

Haicais eróticos de Johny Guimarães

… A  santa  levanta  a  saia Velas  acesas  no  altar – A  celebração  da  punheta. … A  santa  levanta  a  saia Velas  acesas  no  altar: A  hóstia  com  gosto  de  buceta. … A  lagartixa  na  solidão da  parede.  O menino  e  a  punheta Na  cama. … O teu cachorro Bate punheta – Não  sabias, camaradas?…

201703.20
0
0

Revolução Russa em haicais de Johny Guimarães

Outubro  agitado  – A  rosa  rubra,  o  estandarte Ao vento:  Greve. Soldado  Russo Voltando   pra  casa  – Acaricia   sua   única  perna. Outubro  Russo Sempre   criticado – E  tão  presente,  presente:  Permanente. A  Revolução   Russa É  a  canção  dos  meus  sonhos: De  Dziga Vertov,  Essenin,  Eisenstein,  Maiakovsky   e  Trotsky… Soldado  Russo…

201701.27
0
0

Nosso destino, poesia de Vinicius Comoti

jaguaras hoje não vai ter cacoetes que voe a cutucada junto com outras amarras com as lentes de uma geração calcada em pó e pique faz de conta que nós éramos os protagonistas da chanchada feita de apenas um plano: um travelling infinito massageando nossa esclerose como nossa virtude quitutes que já venham descascados da…

201701.12
0
0

Guerra Civil Espanhola em Haicais, por Johny Guimarães

Gaveta  aberta lágrimas  nos  olhos Capra  fotografa  a  Guerra  Civil  Espanhola. Nas  barricadas  gritos suor,  sangue   (morte) combatem  milicianos   espanhóis. Feridas abertas dores  no  corpo aviação  Condor  sobre o céu  de  Guernica. Noite chuvosa lua  dentro do sapato bombas caem sobre Madri. Fugindo, fugindo no sapato a terra e o sangue espanhol E na mala…

201611.13
0
0

Haicais de Johny Guimarães

Outono em greve a rosa rubra ergue o estandarte trêmula ao vento: greve geral. Jesus Cristo na sessão de análise com Dr. Freud a psicanálise está em alta. Sonhos descosturados vagando  pelas barricadas acabou a Guerra Civil Espanhola. Na sala só ela:  rosada, esbelta Oh! lírio no jarro. Os vaga-lumes são estrelinhas que moram nos…