Home / Crônicas e Poemas / Guerra Civil Espanhola em Haicais, por Johny Guimarães

Guerra Civil Espanhola em Haicais, por Johny Guimarães

guernica

 

Gaveta  aberta

lágrimas  nos  olhos

Capra  fotografa  a  Guerra  Civil  Espanhola.

 

Nas  barricadas  gritos

suor,  sangue   (morte)

combatem  milicianos   espanhóis.

 

Feridas abertas

dores  no  corpo

aviação  Condor  sobre o céu  de  Guernica.

 

Noite chuvosa

lua  dentro do sapato

bombas caem sobre Madri.

 

Fugindo, fugindo

no sapato a terra e o sangue espanhol

E na mala (saudade).

 

Noite gélida na Espanha

os  lobos  uivam ao redor  das cidades

na  janela o generalíssimo; Francisco Franco.

 

Filha se despede do pai

lágrimas  contidas  (fuzil no ombro)

nova  combatente das milícias.

 

Sonhos descosturados

vagando  pelas  barricadas –

acabou  a   Guerra Civil Espanhola.

 

Manhã chuvosa

no cemitério da vila

corpos  empilhados.

 

No caixão Durruti

a  turba o acompanha:

o  curto verão da anarquia.

 

Lorca,   Lorca –   Garcialorca

Garcia Lorca: (“las 5 horas de la tarde . Em pronto…”)

a   Espanha por ti  chora.

 

O cinema colhe lágrimas

abafadas em meu coração:

expõe a vergonha

      (ao filme Terra e Liberdade)

 

Acabou a Guerra Civil Espanhola

grupos de hienas pelas cidades

os touros lutam, todavia.

 

 

Check Also

Haicais eróticos de Johny Guimarães

… A  santa  levanta  a  saia Velas  acesas  no  altar – A  celebração  da  punheta. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *