201704.21
0
0

Pensatas de Domingo. “Errar é humano, insistir no erro é americano, acertar no alvo é muçulmano”, de Jorge Vital de Brito Moreira

As propostas de Jorge Moreira com este texto é “denunciar as mentiras da administração de Donald Trump (e da mídia dos EUA e do Brasil), ajudar a entender e a resistir à sistemática propaganda da Casa Branca (White House) e do Complexo Industrial Militar no sentido de querer obrigar-nos a acreditar na farsa mitológica imperial de que, continuar a guerra na Síria e no Oriente Médio é uma decisão fundamental para a ressurreição do “mundo livre” ocidental e cristão da ameaça do terrorismo oriental:”


Na cidade de Madison, capital do estado de Wisconsin, Romeu de Oliveira e Egroj Russell, dois amigos brasileiros que vivem atualmente nos EUA, sentam-se num bar mexicano para beber margaritas, provar o tira gosto de carnitas, e comentar as últimas notícias. Egroj pergunta:

– E aí Romeu, o que você achou da justificativa dos EUA para o ataque alucinado do presidente Donald Trump à Síria? O ataque do Trump lhe pegou de surpresa?

– Não, meu amigo… o ataque de Trump não me pegou de surpresa porque eu estava prevendo que ele ia lançar mão desse acostumado recurso terrorista dos EUA para aumentar a sua popularidade e a sua credibilidade que estavam em declínio.  Mas o ataque com 59 mísseis Tomahawk, ordenado pelo presidente Trump contra o Aeroporto Shayrat da Síria, não passou de mais uma exibição da estupidez, da arrogância e da prepotência do governo imperial dos EUA, pois a justificativa de Trump para atacar a Síria é mais uma escandalosa mentira como podemos verificar pelas denúncias da Rússia, da Síria, da Bolívia e de outros países que insistiram na falta de provas para apoiar a acusação dos EUA sobre a utilização de armas químicas pelo governo da Síria. Assim, voltamos para aquele mesmo ditado que foi criado depois da derrubada das torres gêmeas de Nova York, e que diz: “errar é humano, insistir no erro é americano, acertar no alvo é muçulmano”.


Leia o texto na íntegra no blog Novas Pensatas.